fissura anal

Mitos e verdades sobre fissura anal

A fissura anal é uma ferida que surge no ânus e pode acometer tanto homens quanto mulheres. Ainda, pode ser classificada como aguda ou crônica. O problema causa dor, desconforto e sangramento ao defecar.

Pelo fato de apresentar causas e sintomas variados, muitas dúvidas surgem a respeito do distúrbio. Neste post, listamos os mitos e verdades mais comuns ouvidos nos consultórios. Acompanhe!

Quem sofre de constipação tem mais chance de desenvolver a doença

VERDADE. A constipação pode provocar pequenos traumatismos no ânus, causados pelas fezes endurecidas e secas no momento da evacuação. 

A alimentação não interfere no aparecimento das fissuras

MITO. A falta de ingestão de fibras e líquidos pode resultar em prisão de ventre constante, provocando fissuras pelo endurecimento das fezes. É importante saber que alimentos condimentados, como pimenta e o feijão contribuem para a umidade na região anal dificultando a higiene local e facilitando a reincidência da fissura.

Não é preciso procurar um médico, pois a fissura cicatriza sozinha

MITO. A fissura pode causar dor e sangramento, provocado, em alguns casos, pela qualidade de vida do indivíduo. Logo, uma orientação nesse sentido é importante para evitar a reincidência. 

Além disso, na fase aguda, é necessário adotar medidas de higiene e até o uso de medicamentos tópicos, que devem ser recomendados por um médico. 

Outras doenças podem apresentar sintomas parecidos, como hemorroidas e câncer do reto. Sendo assim, o quanto antes ocorrer o diagnóstico, melhores são as chances de cura.

Não é possível prevenir a fissura anal

MITO. A fissura pode ser evitada a partir da mudança dos hábitos de vida, com uma alimentação saudável e a prática de exercícios físicos. Além disso, é possível se prevenir quanto a fatores que facilitam a lesão, como constipação ou traumatismo anal. 

Existem casos em que a fissura é causada por doenças inflamatórias, como a doença de Crohn que, geralmente, não provoca dor e suas lesões vão e voltam. Somente um tratamento preventivo pode frear a sua reincidência.

O único modo de tratar a fissura é a cirurgia

MITO. Os tratamentos iniciais são não cirúrgicos e atuam na regulação da função intestinal. Além disso, aplicar banhos de assento com água morna pode aliviar a dor e reduzir a lesão. Ainda, medicamentos de uso tópico também são indicados.

O tratamento cirúrgico é indicado somente para fissuras crônicas ou que apresentam sintomas graves de dor intensa.

Iogurte probiótico é indicado

VERDADE. Bactérias boas e ruins estão presentes no intestino. Quando as ruins estão em maior quantidade, facilitam o surgimento de diarreia, dor abdominal, gases, entre outros. Estes fatores contribuem para o surgimento das fissuras anais.

Os iogurtes probióticos são compostos por uma série das bactérias boas. Aliados a uma dieta com fibras, podemos incluí-los na alimentação para equilibrar a flora intestinal e evitar os fatores de risco. O consumo deve ser diário, mas somente um médico pode orientar qual iogurte é mais recomendado para cada necessidade.

Consulte o seu médico se você perceber a presença de sangue e sente desconforto ou dor nas evacuações. As chances de sucesso no tratamento da fissura anal são maiores se diagnosticada em seu estágio inicial.

Quer saber mais? Clique no banner!

Clínica de Cirurgia do Aparelho Digestivo e Coloproctologia em São PauloPowered by Rock Convert

O que deseja encontrar?

Compartilhe

Share on facebook
Share on linkedin
Share on google
Share on twitter
Share on email
Share on whatsapp